Atendimentos de pacientes com suspeita de coronavírus alteram rotina dos socorristas do Samu

A rotina dos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi alterada nas últimas semanas. Desde que foi registrado o crescimento no número de casos confirmados de coronavírus na região, foram adotados protocolos de higienização das ambulâncias e dos equipamentos utilizados. Os atendimentos de pacientes com suspeita alteram rotina dos socorristas do Samu.

De acordo com a coordenadora da base local, enfermeira Patrícia Mello da Silveira, foram entregues Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para realização dos atendimentos. “Um colega ajuda o outro a fazer a higienização na roupa toda. Nos limpamos e deixamos ele pendurado em um varal que a gente organizou. Tomamos banhos, nos vestimos e ficamos prontos para o próximo atendimento. Há uns dias, chegou a ter quatro ou cinco transportes em uma tarde. Tivemos que fazer essa rotina em cada um deles”, disse. 

Patrícia Mello da Silveira explica que, até agora, nenhum socorrista apresentou sintomas ou foi afastado do trabalho. “Estamos todos firmes e fortes trabalhando. Por isso, a importância de manter todos os cuidados. Se tiver que afastar, dá uma quebra bem grande na equipe. Temos cuidado bastante porque o Samu não pode parar. […] desde segunda-feira, estamos usando máscaras o tempo todo dentro da base”, destacou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado