Depois da aposentadoria, bancário encontra na produção de nozes forma para se manter ativo

Um bancário da região encontrou na área rural um local para aproveitar a aposentadoria. Depois de atuar por décadas no Banco do Brasil e “pendurar as chuteiras” em 2008, Elmo Backes decidiu voltar para a propriedade da família, de cerca de 27 hectares, em Linha Eugenia, no interior de Santa Cruz do Sul, e iniciar a produção de noz-pecã.

A Agroindústria Backes se dedica a produção e beneficiamento do produto. Elmo Backes se interessou pelo cultivo da fruta em 2009, quando participou de uma palestra sobre oliveiras, noz-pecã e gado leiteiro na Semana de Empreendedorismo de Santa Cruz do Sul. Meses depois, ao lado dos filhos e da esposa, iniciou o plantio de 1.352 nogueiras.

A produção de noz se fortaleceu a partir de 2018, sendo a maior safra registrada em 2021. Nos últimos meses, foram colhidas 5,2 toneladas. Com a grande quantidade, o aposentado viu necessidade de se profissionalizar e adquiriu máquinas para abrir nozes e embalar o produto a vácuo. “No início, as nozes eram abertas manualmente pelas famílias aposentadas da região” disse.

Os sócios planejam, a partir de agora, cultivar novas nogueiras e comprar mais equipamentos que auxiliem na conservação do produto a longo prazo. A agroindústria também se organiza para ampliar os negócios com a produção de outros produtos a base de nozes, como chás, cri cri e azeites. Interessados em conhecer os produtos podem entrar me contato pelo telefone (51) 9 9766-1898.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado