Entrada no Parque do Chimarrão terá exigência de apresentação da carteira de vacinação

Em tempos de retomada gradual das atividades com a presença de público, a carteira de vacinação vem sendo considerada um passaporte sanitário. Em Venâncio Aires, o Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE) tem adotado essa exigência também para algumas atividades, como a retomada das partidas do campeonato de futebol amador, no final de semana passado. A cobrança da carteira de vacinação para comprovar o recebimento de doses da vacina contra o coronavírus, neste final de semana, será feita também para quem for frequentar o Parque Municipal do Chimarrão.

Será exigido que todas as pessoas com 18 anos ou mais que queiram entrar no parque tenham recebido a primeira dose e a segunda dose, no caso de quem já estiver no tempo de completar a imunização. No próximo sábado e domingo, a expectativa é de que aumente a presença de público no local, já que o espaço vai sediar um rodeio crioulo e também provas de kart. Ambos os eventos terão entradas específicas e separadas de quem frequentar as demais áreas de lazer e camping. A conferência da situação vacinal do público será feita para todas essas programações.

Mesmo com a estimativa de ser um final de semana com público superior ao que se costuma constatar no parque, a fiscalização vai seguir o que estabelece o Decreto Estadual, permitindo até 25% da capacidade total do espaço. O rodeio crioulo promovido pelo Clube de Laço Terra do Chimarrão vai envolver campeonatos profissionais e as entidades já enviaram uma lista de participantes com dados da carteira de vacinação. O mesmo procedimento foi cobrado pelo COE aos organizadores das provas de kart.

FUTEBOL AMADOR – Para as partidas de futebol do campeonato amador vão acontecer sem a presença de público. A medida surge como forma de alertar os clubes participantes e a organização do evento para a necessidade de cumprimento dos protocolos sanitário de prevenção ao coronavírus.

No final de semana passado teve início a 5ª edição da competição, a partir de um acordo entre o COE e ALiga, entidade que promove o campeonato. Essa primeira rodada foi definida como um evento-teste para a liberação de público, em que as equipes deveriam seguir os protocolos. No entanto, foram verificados problemas com relação à apresentação da carteira de vacinação dos atletas, o que fez com que o com COE não permitisse a presença de público neste segundo momento de jogos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado