Escola Família Agrícola recebe inscrições

A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) está com inscrições abertas para a turma 2021 do curso de Ensino Médio Técnico em Agricultura. O prazo vai até 10 de fevereiro e estão disponíveis 30 vagas para estudantes do Vale do Rio Pardo, incluindo Venâncio Aires.

Neste ano, para evitar a ida de famílias até o educandário, a busca pela vaga deve ser feita de forma virtual. Segundo o coordenador institucional da Efasc, João Paulo Reis Costa, os interessados devem preencher um formulário on-line, disponibilizado na página da escola do Facebook (clique aqui e veja).

As entrevistas com as famílias deverão ocorrer somente a partir do dia 17 de fevereiro de 2021. A lista dos 30 estudantes classificados será divulgada em 23 de fevereiro, quando iniciam as matrículas da nova turma.

Pedagogia da Alternância e vínculo com o campo

Para ingressar na Escola Família Agrícola, é necessário ter vínculos com o campo. Atualmente, mais de 100 jovens estudam na Efasc. O Curso de Ensino Médio Técnico em Agricultura na Efasc é realizado através da Pedagogia da Alternância. Os jovens ficam uma semana na escola e outra semana na propriedade familiar.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jaraguá vence Assoeva pela Liga Nacional de Futsal 2020

Com maior posse de bola, o Jaraguá criou as melhores oportunidades de gol, mas a Assoeva construiu bons...

Decreto proíbe retomada das aulas da rede pública estadual em Venâncio Aires

No documento, é destacada a falta de disponibilização pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul de Equipamentos de Proteção Individuais

Afastamento da secretária de Educação gera mudanças no primeiro escalão

Prefeito Giovane Wickert nomeou o secretário de Desenvolvimento, Trabalho e Turismo, Cláudio Soares como interino da Educação e o secretário de Habitação e Desenvolvimento Social, Mateus Deitos Rosa, passa a gerenciar as ações da Cultura e Esportes

CoronaVac é a vacina em teste mais segura contra covid-19

As reações mais comuns entre os participantes do estudo, após a primeira dose, foram dor no local da aplicação (19%) e dor de cabeça (15%)
error: Recurso desabilitado