Estimativa inicial para a safra de tabaco 2023/2024 está em 522.857 toneladas

A Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) fechou nesta terça-feira, 28, a estimativa inicial para a safra de tabaco 2023/2024. A produção está estimada em 522.857 toneladas, todas as variedades, nos três estados do Sul do Brasil. Esse volume significa 13,7% a menos com relação à safra passada, que fechou em 605.703 toneladas. Separadas por variedade, a estimativa para o Virginia fica em 475.010 (-13,9%); Burley, 39.652 (-14,7%); e Comum, a única variedade que estima-se um aumento de 7,2%, passando para 8.196 toneladas.

Para chegar aos números da estimativa inicial o Departamento de Pesquisa e Estatística da Afubra utiliza o número de pés inscritos no Sistema Mutualista da entidade, por tipo de tabaco. A estes números, soma-se o número de pés dos produtores que não estão inscritos no Sistema, acrescenta-se um percentual de produtores que plantaram a mais ou a menos que o inscrito e soma-se, ainda, um percentual de produtores que não tem cadastro com empresa. Destes quatro fatores obtém-se a área plantada.

O presidente da Afubra, Marcilio Drescher, explica que esta é uma estimativa inicial; os números finais dependem do clima. “Na safra passada divulgamos esses primeiros números na primeira quinzena de novembro e, apesar da estiagem ter prejudicado a produção em algumas regiões pontuais, nossos números conferiram tendo, inclusive, um pequeno incremento. Já na safra anterior, a de 2021/2022, também divulgamos a iniciativa inicial em novembro. Porém, com a estiagem acentuada, refizemos os números em janeiro, apontado quebra. Como o clima ajudou os produtores que plantam mais tarde, cuja chuva recuperou o tabaco, ao invés de quebra de produção, tivemos uma safra cheia. Por isso que, quando falamos em números, é preciso ter em mente que são estimativas iniciais, os números dependem do clima e, mais importante, é que são números que levam em conta a média”, enfatiza o presidente. Drescher ainda destaca que em algumas regiões para a safra atual tem produtores que estão plantando novas lavouras. “Esses números não estão nessa estimativa e podem influenciar no fim da safra”.

No Rio Grande do Sul, a estimativa de produção aponta para 230.845 toneladas, divididas em 207.967 toneladas de Virgínia (-10,2%), 22.050 de Burley (-10,4%); e 828 toneladas de Comum (+36,0%), cultivados numa área de 125.996 hectares (+7,1%), com produtividade média de 1.832 kg/ha (-16,1%). A safra conta com 68.582 famílias produtoras (+5,9%).

Em Santa Catarina, a projeção é de 154.864 toneladas, sendo 143.174 no Virgínia (-18,9%); 10.655 no Burley (-26,3%); e 1.036 toneladas na variedade Comum (-18,6%), produzidas numa área de 84.280 hectares (+8,8%) e produtividade média de 1.837 kg/ha (-25,9%). As famílias produtoras são 40.103 (+7,2%).

No Paraná, a produção deve chegar às 137.148 toneladas: 123.869 no Virgínia (-13,6%); 6.947 no Burley (-6,0%); e 3.229 toneladas no Comum (+9,8%), numa área de 73.908 hectares (+11,0%) e estimativa de produtividade média de 1.856 kg/ha (-21,1%). O número de famílias produtoras é de 24.580 (+7,8%).

Marcilio destaca que esse aumento na área produtiva era esperado. “A safra passada foi, para uma grande parte dos produtores de tabaco, muito lucrativa, com uma alta rentabilidade, e os grãos trouxeram prejuízos significativos. Esses dois fatores fazem com que alguns produtores aumentem a sua área ou, os que haviam trocado o tabaco pelos grãos, retornem à cultura.” Porém, esse aumento na área plantada causa preocupação. “Precisamos manter a oferta adequada à demanda para garantir a lucratividade do produtor. É preocupante esse aumento de área em época de clima estável, pois pode dar uma produção alta e influenciar na remuneração do produtor”.

Preço

O custo de produção para a safra 2023/2024 está na reta final e está sendo feito em conjunto – representantes das entidades e de cada empresa fumageira. As negociações de preço devem iniciar em dezembro, com a conclusão do levantamento do custo de produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado