Governador mantém cogestão e suspende atividades das 20h às 5h

O governador Eduardo Leite anunciou durante live no final da tarde desta segunda-feira, 22, a manutenção da cogestão. Assim, a região de Venâncio Aires, classificada em bandeira preta, tem a possibilidade de adotar protocolos semelhantes aos da bandeira vermelha. A medida foi defendida pelos prefeitos em reunião nesta manhã.

Por outro lado, Eduardo Leite ampliou o horário de restrição de circulação de pessoas e as atividades no Rio Grande do Sul. No fim de semana, a medida tinha validade das 22h até 5h e, com o novo anúncio, passa a valer a partir das 20h. As novas regras serão divulgadas em um novo decreto.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Esse governador é muito fraco. Não tem autoridade. Bandeira preta, vermelha, amarela. Nada disso funciona mais desde que inventaram essa tal de cogestão. Ninguém respeita nada mais. Vai continuar a mesma coisa e a tendencia é piorar muito mais. É aglomerações em filas de banco, lotéricas, padarias, restaurantes, lancherias, lojas, farmmácias, bares, canchas de bochas e todos os comércios em geral. Ninguém mais circula no centro com máscaras. Nos bares, lancherias, padarias até os atendentes não usa mais máscaras. Nas oficinas, autoelétricas, chapeação e industrias em geral ninguém mais atende ou trabalha com máscaras, salvo algumas raras excessões. E duvido alguém me provar o contrário. Se o povo e o comércio em geral não coopera não adianta nada essa frescura de bandeira preta ou vetmelha se não tem fiscalização nenhuma. Ninguém fiscaliza. E o nosso pivo infelizmente só finciona e se porta de maneira correta quando sabe que vai haver cobrança e pode doer no bolso. Não adianta nada esse governadorzinho meia tijela, sem pulso nenhum dizer toda semana que tal municipio está em bandeira preta ou vermelha e tudo continua a mesma coisa. Nada muda. A muito tempo que as bandeiras do governador só sercem pra dar satisfação e notícia pra imprensa. Podem se preparar que vai piorat muito mais e daí poderá ser tarde pras muitas pessoas que podem morrer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado