Paresp aguarda posicionamento de instituição financeira após ter conta bancária invadida por hackers

A diretoria da ONG Parceiros da Esperança está aguardando o posicionamento da instituição financeira depois que teve uma conta bancária invadida por hackers. As transferências foram percebidas por integrantes na última quarta-feira, 10, durante consulta de rotina nas contas da instituição. Os valores foram destinados para empresas de Guará, no Distrito Federal.

Conforme o assessor administrativo Leonardo Duarte, a velocidade para realização dos procedimentos chamou atenção. “Ligando para esse número que conseguimos contato, chegamos a conclusão que são empresas para fazer esse tipo de serviço de hacker. São várias transferências em um curto espaço de tempo. Se fossemos fazer de forma manual, levaria um minuto ou até mais. No caso da Paresp, elas foram quase simultâneas”, disse.

Na sexta-feira, foi realizado um encontro com os representantes da instituição financeira. “Todo recurso é super escasso na Paresp e cada real faz diferença. Nossa preocupação é receber o retorno do banco. A gente fez uma reunião com a nossa diretoria na agência bancaria. Eles deram o prazo de dez dias úteis para que fosse estudado o caso e falaram que haveria possibilidade estorno do valor”, explicou.

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado