Presidente da Federarroz detalha motivos que puxaram elevação do preço do produto

O presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Azevedo Velho, participou da programação da Rádio Venâncio Aires nesta terça-feira, 08, e detalhou os movimentos que puxam a elevação do preço do arroz. Nas redes sociais, diversos moradores da região manifestam preocupação com o preço do alimento presente na cesta básica.

Conforme Alexandre Velho, alta do dólar frente ao real e queda na produção são problemas apontados para o crescimento do valor. “Nós alertamos que essa mudança ocorreria. Neste ano, ela veio com força em função da conjunta internacional. […] o consumo de arroz aumento no Brasil neste ano em, pelo menos, 20%. Muitos países tradicionalmente grande produtores diminuíram as exportações em função da segurança alimentar na pandemia”, disse.

Alexandre Velho considera que o aumento do valor não deve impactar a alimentação. “A mudança de preço é na ordem de somente 20%. Mesmo a R$ 4, o arroz continua sendo um produto muito barato e acessível. Uma família de quatro pessoas que consome arroz todos dias não gasta mais do que R$ 25 por mês com arroz. Ele continua sendo um produto muito acessível”, destacou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vacinas contra Covid-19 podem chegar nesta terça-feira em Venâncio Aires

Um profissional da saúde vai ser o primeiro imunizado de Venâncio Aires

Acidente envolvendo dois carros é registrado na RSC-453

A colisão, que envolveu um Chevrolet Corsa e Volkswagen Gol, aconteceu por volta das 16h30

Reforma da Prefeitura de Venâncio Aires deve ser finalizada nas próximas semanas

Contrato firmado com a empresa responsável previa o término dos trabalhos na última semana, mas a representante alegou dificuldades e o cronograma foi ampliado por 60 dias

Frigorífico Santos inaugura nova planta industrial em março

O empreendimento, com cerca de dois mil metros quadrados de área construída, contou com investimentos superiores a R$ 3 milhões
error: Recurso desabilitado