Quase 1 milhão de litros de água já foram entregues em localidades do interior de Venâncio Aires

Através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, a Prefeitura de Venâncio Aires tem recebido pedidos diários de água para consumo humano. As localidades do interior estão sendo atendidas com três caminhões-pipa e, de acordo com o secretário Gilberto dos Santos, a demanda tem aumentado consideravelmente. Somente na manhã desta quinta-feira, 13, sete pedidos chegaram à pasta. Ao todo, 982 mil litros já foram distribuídos, principalmente na região do barro branco.

Em entrevista à reportagem da RVA, Gilberto dos Santos explicou que a água entregue no interior tem sido usada apenas para consumo das famílias. No entanto, se não houver precipitações nos próximos dias, já deve começar a faltar água também para animais. Outro ponto destacado por ele com preocupação são as perdas na agricultura, que são irreparáveis e já ultrapassam de marca dos R$ 46 milhões.

Em Venâncio Aires, pedidos de água devem ser feitos diretamente na Secretaria de Desenvolvimento Rural ou entrando em contato pelo telefone 2183-0734.

SITUAÇÃO NA REGIÃO

A Prefeitura de Passo do Sobrado assinou Decreto de Situação de Emergência em decorrência da estiagem. São registrados prejuízos nas áreas urbana e rural, principalmente com lavouras. Falta de água para consumo humano e também para uso nas plantações e trato animal.

Mato Leitão anunciou decreto para racionamento de água. Um Decreto de Situação de Emergência também já havia sido encaminhado em dezembro do ano passado e, agora, as diretorias de associações hídricas podem aplicar penalidades de advertência ou multa de acordo com as normas de cada entidade. O documento autoriza utilização de água de mananciais hídricos para atendimento de animais em propriedades. O que fica proibido é a utilização de água da rede pública, mananciais hídricos e de poços artesianos em atividades como lavagem de veículos e calçadas, e irrigação de gramados ou hortas.

Em Vale Verde, a Emater apresentou levantamentos indicando que são quase R$ 10 milhões em prejuízos causados pela estiagem. A cultura que apresenta maior percentual de danos é o milho, com 40% de perda.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado