Renato Dameda vai para terceiro mandato como patrão do CTG Querencia da Mata de Mato Leitão

O CTG Querência da Mata de Mato Leitão empossou sua nova patronagem. A única chapa inscrita foi eleita por unanimidade e empossada na assembleia geral, realizada em sua sede, no Parque Municipal da Orquídeas, na sexta-feira, 4. O atual patrão Renato José Dameda foi reconduzido ao cargo pela terceira gestão consecutiva.

Em sua fala de posse, Dameda destacou a importância do trabalho em equipe e a necessidade da entidade em se reinventar em época de pandemia, motivando os associados. Citou a necessidade da colaboração de todos, tendo como meta a continuidade de construção da sede que está inacabada. Também fez um chamamento para as anuidades dos associados que são a única renda da entidade no momento, uma vez que as atividades sociais estão suspensas a mais de um ano.

O patrão empossado, Renato Dameda, já iniciou também as tratativas para a Semana Farroupilha. Estão previstas algumas atividades, mas sujeitas a mudanças em função dos protocolos sanitários.

PATRONAGEM EMPOSSADA:

Patrão: Renato José Dameda

Vice-patrão: Eduardo L. Kessler

Patrão de honra: prefeito Carlos Bohn:

Sota capataz: 1º Alexandre Alf, 2º Moisés Guterres de Carvalho

Agregado das Pilchas: 1º Joenir L. Heinen, 2º Décio Leisman

Capataz artístico e cultural: 1ª Carmen Goerck, 2ª Rosemeri P. Heinen

Capataz campeiro: 1º Maurício Alf, 2º José L. Becker

Capataz de cavalgadas: 1º Delmar Carvalho; 2ª Felipe Carvalho

Capataz de cavalgada feminina: 1ª Camila Kessler; 2ª Bruna Fischer

Capataz de eventos: 1º Glauber Ferreira; 2º Paulo C. Lehmen

Capataz de patrimônio: 1º Renato J. Henrique, 2º João N. Sell

Agregado das falas: Carmen Goerck

Capataz de rancho: Ângela M. Bergenthal, Atanir Felipe dos Santos e Jair de Oliveira

Conselho vaqueano: José Gomes de Carvalho, Paulo L. Lehmen, William Hugh Watson, Paulo Silva e João Antônio de Souza Mendes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado