Serviço de Reabilitação da Unisc faz entrega de capas para próteses a pacientes do SUS

Pacientes amputados transfemurais que buscam assistência junto ao Serviço de Reabilitação da Universidade de Santa Cruz do Sul (SRFis/Unisc), têm uma opção mais confortável para acabamento estético para próteses físicas. A universidade, em parceria com a Associação Canoense de Deficientes Físicos (Acadef), investiu na colocação de capas de próteses transfemurais, cujo revestimento cosmético possui design arrojado. Nesta quarta-feira, 27, foi feita a entrega de capas para três pacientes. A Unisc é a primeira, entre os três estados do sul, a empregar este acabamento no Sistema Único de Saúde (SUS). 

De acordo com a coordenadora do SRFis/Unisc e coordenadora do curso de Fisioterapia, professora Angela Cristina Ferreira da Silva, o material, poliuretano, é mais moderno e substitui a espuma que já é utilizada. As vantagens são a fácil higienização e colocação, além de mais conforto e variedade de cores. Além disso, há uma forte justificativa técnica: a responsabilidade ambiental, já que o plástico é reciclado e a espuma não.

Já o responsável técnico da Acadef, Jivago Di Nápoli, lembrou que o mês de abril é conhecido como Abril Laranja de conscientização sobre a amputação. “No ano passado, segundo o Ministério da Saúde, foram mais de 10 mil amputações pelo SUS. No mundo, cerca de 1 milhão de pessoas são amputadas por ano. Já o Rio Grande do Sul lidera o ranking no Brasil com 36% da população amputada.”

Educação e ciência

O reitor da Unisc, Rafael Frederico Henn, demonstrou satisfação porque o momento representa a essência da Universidade de Santa Cruz do Sul em dois pilares. “Um deles é a educação de qualidade na prática, em que os estudantes aprendem com excelência. O outro é ser comunitária, em que por meio da ciência pode ajudar as pessoas.”

Acidente não tirou a vontade de fazer o que mais gosta

No ano passado, Lucas Borges dos Santos, de Sobradinho, sofreu um acidente de carro na ERS-400, rodovia que liga o município a Candelária. Ele ficou duas semanas internado no hospital. Como a infecção na perna não curava, a parte abaixo do joelho precisou ser amputada. “A infecção começou a subir e os médicos queriam mais tempo para tentar recuperar. Mas eu disse: a minha vida vale mais que uma perna.”

Já em casa, Lucas ficou sabendo do trabalho feito na Unisc e buscou apoio. “É a primeira vez que estou usando uma capa para a prótese, estou me adaptando. O bom é que vou conseguir voltar a fazer o que mais gosto, que é trabalhar com elétrica”, diz Lucas que optou por usar uma capa na cor preta.

Paciente há 20 anos

Desde que começou o trabalho de colocação de próteses em 2002 na Unisc, Carmen Terezinha da Silva, de 72 anos, foi atendida na primeira turma com apoio dos estagiários de Fisioterapia. Antes disso, em 1996 ela foi diagnosticada com artrite aguda. Os médicos tentaram recuperar a perna, mas a amputação teve que ser feita em 1999. 

Usando até então uma capa de espuma, Carmen optou pela capa nova na cor bege, que imita o tom de pele. “A que estou usando hoje é diferente, mais leve, melhorou bastante e com o passar dos anos vai melhorando mais. Não me importo muito com a parte estética, mas assim ficou mais bonito.”

Ainda estiveram presentes na solenidade o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Luiz Selmar De Queiroz; os diretores administrativos da Secretaria Municipal de Saúde, João Carlos Corrêa da Rosa e Anelise Aprato; estudantes de Fisioterapia da Unisc e imprensa. Outro paciente que recebeu a capa foi Francisco Dutra de Oliveira.

Saiba mais

Os serviços oferecidos no SRFis/Unisc são referência para 25 municípios que compõem a 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) e a 8ª CRS. São feitos ainda atendimentos de fisioterapia, consultas de enfermagem, psicologia e serviço social pelos estudantes bolsistas, com suporte técnico direto de profissionais da área e/ou docentes desses cursos. 

Há ainda setores como o laboratório de feridas e o retorno gradativo, em 2022, do atendimento em grupo, pelo estagiário de Educação Física; entrega pública de cadeira de rodas; e a continuidade dos atendimentos pelo estágio  da psicologia.

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado