Venâncio Aires confirma óbito por leptospirose após enchente

Venâncio Aires confirma três casos de contaminação por leptospirose neste mês de maio, sendo um deles com óbito registrado na última sexta-feira, 17. A vítima, um homem de 33 anos, morador da região central, conforme familiares, teria tido contato com águas enchentes, porém adotando cuidados necessários, como uso de botas. Outros dois casos positivos já estão recuperados. O Centro de Atendimento de Doenças Infecciosas (Cadi) da Capital do Chimarrão aguarda o resultado de 23 investigações laboratoriais apenas neste mês.

Conforme a enfermeira coordenadora da Vigilância Sanitária, Carla Lili Müller, em 2023, durante todo o ano, foram 56 notificações, dos quais oito foram positivados e sem registro de óbitos pela doença no município. Já neste ano, até agora, no total são nove casos confirmados. A enfermeira reforça a orientação para que seja procurado um serviço de saúde logo nos primeiros sintomas, como febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (em especial, na panturrilha) e calafrios.

Os sintomas surgem normalmente de cinco a 14 dias após a contaminação, podendo chegar a 30 dias. “O tratamento é iniciado já na suspeita de leptospirose, quando o paciente tem um conjunto de sinais e sintomas compatíveis e situação de risco que antecederam os sintomas nos últimos 30 dias ao aparecimento dos sinais”, explica a coordenadora Carla Lili.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado