Governo do Estado publica decreto que libera eventos corporativos

Em decreto a ser publicado entre a noite desta segunda-feira e a manhã de terça-feira no Diário Oficial do Estado, o governo do Estado libera, com restrições, a realização de modalidades de eventos corporativos. A permissão se deu devido à estabilização e a redução de indicadores relativos ao coronavírus no Rio Grande do Sul.

Será permitida a realização, em regiões de bandeira amarela e laranja, de feiras e exposições corporativas e comerciais, seminários, congressos, convenções, simpósios, conferências, palestras, reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos.

O governador Eduardo Leite já havia anunciado a liberação durante a transmissão ao vivo semanal, na quinta-feira (17/9). Os protocolos estarão detalhados no decreto que será publicado nas próximas horas. Para que as atividades possam ocorrer, as regiões precisam estar há pelo menos duas semanas consecutivas em bandeira laranja ou amarela – ou seja, há pelo menos duas semanas sem bandeira vermelha. Nesse caso, serão válidas somente as regras estabelecidas pelo Estado – isso significa que não será possível aplicar protocolos de cogestão.

Todos os organizadores de eventos precisarão prestar especial atenção às regras definidas pela Portaria 617/2020, da Secretaria da Saúde, que será publicada nesta terça-feira (22/9) no DOE. As regras envolvem teto de ocupação, distanciamento entre expositores, circulação cruzada (janelas e portas abertas e sistema de renovação de ar), credenciamento e check-in on-line e início e término de seções não concomitantes entre outros.

Além disso, em ambas bandeira laranja e amarela, os municípios-sede deverão autorizar a realização desse tipo de evento. Será preciso apresentar um projeto e a liberação de alvará.

Para reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos, não há necessidade de autorização municipal, mas também há uma relação de protocolos a serem seguidos, similares aos impostos para a realização de seminários, congressos e convenções, e também haverá teto de ocupação.

A decisão de liberar a realização de atividades corporativas foi tomada depois de diversas agendas de diálogo com representantes do setor de eventos e estudos e análises por parte do governo do Estado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Izaura Landim busca emendas impositivas para a Saúde

Com previsão de redução no orçamento da pasta para o próximo ano, Izaura solicitou aos atuais vereadores apoio na destinação de recursos das emendas impositivas para as áreas mais afetadas, como cirurgias eletivas, consultas, exames e assistência farmacêutica

PIM/Criança Feliz: Formação Continuada marca o dia do bebê

A formação será exclusiva para a equipe do PIM/Criança Feliz, e contará com uma palestra da enfermeira do Centro Materno Infantil, Daiana Ruaro

Abertura Oficial da Colheita do Tabaco no Rio Grande do Sul é cancelada

Segundo a Afubra, o cancelamento do evento deve-se à pandemia

Conmebol altera datas dos confrontos entre Inter e Boca Juniors

Jogos foram adiados após notícia de morte de Diego Maradona