Aturvarp prepara levantamento de perdas do turismo na região

Cancelamento de eventos aliado ao desastre natural que prejudicou vários municípios do Vale do Rio Pardo devem impactar nos empreendimentos turísticos; associação quer ajudar na captação de recursos para a retomada do turismo regional

A Associação de Turismo da Região do Vale do Rio Pardo (Aturvarp) iniciou um levantamento junto aos empreendimentos turísticos dos 13 municípios associados. A iniciativa visa quantificar as perdas decorrentes do desastre natural, assim como ajudar na orientação para que os empreendedores tenham acesso a auxílios da União, do Estado e da iniciativa privada.

Conforme o presidente da Aturvarp, Djalmar Ernani Marquardt, a expectativa é reunir a maior quantidade de informações para contabilizar as perdas ocorridas nos desastres naturais que atingiram a região. “Em vários municípios houve prejuízo e destruição. Nosso papel agora é registrar estas informações, com a intenção de sensibilizar os governos do Estado e a União, na busca por recursos”, pontua.

Marquardt acrescenta que o levantamento já iniciou, e, dadas as dificuldades de acesso e comunicação ainda em alguns municípios, não tem uma data estipulada para ser concluído. “O importante é termos estas informações para que, via associação, possamos encaminhar estes dados para que recursos possam ser destinados à recuperação”, destaca o presidente.

O Ministério do Turismo anunciou a destinação de um volume de recursos para o RS para a recuperação de empreendimentos turísticos. A Secretaria de Turismo do RS também terá recursos a destinar. Além disso, serão buscados recursos via doações específicas para a retomada das atividades turísticas no Estado.

Liberação de vias terrestres

Com dois grandes eventos regionais cancelados – a Expocande, em Candelária, e a Fenachim, em Venâncio Aires – vários empreendedores e negócios no ramo de serviços, hospedagem e turismo receptivo também acabaram afetados. “Está sendo um momento muito difícil para todos no setor. A não-realização destes eventos, e de outros que possivelmente venham a ser cancelados, prejudica toda a economia, pois ao turismo, somam-se vários outros segmentos da economia impactados”, avalia.

Ainda como ação emergencial, a Aturvarp encaminhou um ofício à Secretaria Estadual de Turismo (Setur), informando o interesse do Vale do Rio Pardo em participar da Campanha de Retomada das Atividades Turísticas no RS, pedindo, em especial, atenção à recuperação das vias terrestres afetadas e que impedem a circulação de automóveis de passeio, ônibus e caminhões. “Isso é muito importante para que se estabeleçam conexões e que os visitantes possam retornar aos municípios da região. O próprio socorro aos empreendimentos que necessitam de obras e reformas acaba dependendo destes acessos”, complementa Djalmar Ernani Marquardt, presidente da Aturvarp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado