Prefeitura de Mato Leitão tem superávit de R$ 8,9 milhões em 2023

Orçamento do ano passado fechou em R$ 43 milhões, acima do inicialmente previsto, de R$ 36 milhões

As contas públicas da Prefeitura Mato Leitão tiveram saldo positivo de R$ 8,9 milhões em 2023. A prestação de contas foi apresentada na última quarta-feira, 28, em audiência pública. O encontro, na Câmara de Vereadores, teve coordenação da secretária de Finanças, Marlise Viviane de Bittencourt, substituindo o prefeito Carlos Alberto Bohn, que estava na Assembleia Geral da Famurs, em Xangrilá.

Na audiência de Avaliação das Metas Fiscais (3º quadrimestre 2023) foram apresentadas informações das receitas e despesas da Prefeitura, dos últimos quatro meses, e também de todo o ano passado.

Marlise Viviane de Bittencourt destacou que o orçamento do ano passado fechou em R$ 43 milhões, bem acima do inicialmente previsto de R$ 36 milhões. “A arrecadação maior que a previsão é resultado do aumento das receitas municipais, estaduais e federais. Já o superávit é resultado de todas as ações do governo serem muito bem planejadas. A situação financeira da Prefeitura se mantém equilibrada”, afirmou.

Principais receitas

  • Fundo de Participação dos Municípios (FPM): R$ 14,5 milhões
  • ICMS: R$ 7,2 milhões
  • IPTU: R$ 956 mil
  • IPVA: R$ 820 mil
  • ISSQN: R$ 557 mil

Avanços

Os investimentos em obras (asfalto ampliação de prédios), veículos, equipamentos, mobiliário e materiais permanentes nos últimos 12 meses chegaram ao montante de R$ 4,7 milhões.

Em projetos de asfalto (trechos para Arroio Bonito e ruas centrais), revitalização do pórtico e preparação da área do Centro Administrativo a Prefeitura investiu R$ 3,9 milhões. A infraestrutura urbana, com pavimentações, segue em ritmo acelerado neste ano com trabalhos no entorno do Centro Administrativo, trechos das ruas Santa Inês e Orquídeas e também na Rua João Germano Hillesheim (perimetral).

Números

  • funcionalismo: total de 251 (Educação com 134 e 57 na Saúde)
  • gasto anual folha de pagamento: R$ 16,2 milhões, índice de 49,29%
  • recursos na Educação: R$ 8,3 milhões, índice de 32,25% (mínimo exigido pela lei é de 25%)
  • recursos na Saúde: R$ 5,7 milhões, 23,61% (15% exigência legal)
  • saldo em caixa (total 26/02): R$ 12,2 milhões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado