Novo presidente do Rotary Satélite foca no desenvolvimento de projetos no interior

O Rotary Satélite Venâncio Aires Novas Gerações empossou na noite desta quarta-feira, 1º, a nova diretoria. Samuel Neivel deixou o comando do clube de serviço e Fábio Wille assumiu. Em entrevista à reportagem, o novo presidente afirmou que os projetos da gestão serão focados no desenvolvimento de projetos para o interior da cidade.

Conforme Fábio Wille, o foco do ano rotário em todo mundo será o meio ambiente. “No entanto, a gente tem que se adaptar à comunidade que estamos inseridos. Estamos pensando nos locais que não tem tanto atendimento, que são as áreas rurais. No projeto das cestas básicas, a gente foi até o interior e tentou fazer a vida das pessoas um pouco melhor. Normalmente, a gente olha para cidade e esquece um pouco”, disse.

Durante a gestão de Fábio Wille, o Rotary Satélite Venâncio Aires Novas Gerações vai completar o primeiro ano. “Na época que estávamos elaborando a fundação do Rotary, fomos muitos questionados por pessoas próximas do motivo de mais um clube na cidade. Nós comentamos que fazer o bem nunca é demais. Eu penso como mais uma instituição e mais 14 pessoas trabalhando em prol da comunidade e tentando fazer a diferença. Mesmo que sejamos só um grãozinho, se cada um fizer sua parte, a sociedade vai melhorar bastante”, explicou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Com gol de Vagner Manica a 5 segundos do fim, Assoeva garante vaga na decisão do Estadual Série Ouro

Primeiro jogo da decisão contra o Passo Fundo deve acontecer no domingo em Venâncio Aires

Departamento de Trânsito reforça sinalização de ruas centrais

O serviço foi feito por uma equipe do Departamento Municipal de Trânsito

Autor de furtos é preso pela segunda vez em três dias em Venâncio Aires

O mesmo criminoso já havia sido preso na última terça, 24

Executivo e entidades do Governo Federal debatem situação de famílias refugiadas em Venâncio Aires

Em 2011 o Município foi o primeiro a inserir imigrantes palestinos no ‘Programa Minha Casa, Minha Vida’. Ao longo dos anos, imigrantes de outros países também chegaram ao município, como do Haiti, Senegal, El Salvador, Colômbia e Argentina. Em maior número, desde o ano passado, venezuelanos totalizaram 215 residentes imigrantes e refugiados