Orquestra da Assembléia de Deus promove 2º Congresso de Música neste mês

Com cerca de 50 integrantes, a orquestra oportuniza aulas gratuitas aos membros, cooperando para o desenvolvimento social e cultural

A música desempenha um papel significativo na construção da identidade cultural de um povo. Ela reflete os valores, crenças e tradições de uma comunidade, fortalecendo os laços sociais. Três vezes por semana, nas dependências da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, localizada na rua Emílio Selbach, número 615, em Venâncio Aires, são realizadas aulas gratuitas e ensaios de música. O trabalho envolve cerca de 50 membros da Orquestra da instituição.

Neste mês de junho, nos dias 22 e 23, a igreja sedia o 02º Congresso de Música. De acordo com o maestro Davi da Silveira, o evento aberto a toda comunidade vai reunir mais de 150 músicos instrumentistas. “Será um evento muito bacana para quem gosta de música. Estará conosco a Orquestra Arautos do Senhor, de Caxias do Sul e a Orquestra Filarmônica da AD de Estância Velha, reuninco cerca de 150 músicos instrumentistas. Teremos na participação com a Palavra, o maestro Gadiel Brizola, da cidade de Salto do Jacuí. E toda a comunidade está convidada a prestigiar”, destacou.

Conforme Davi da Silveira, os trabalhos da orquestra tiveram início com um grupo pequeno de banda. “Ela começou há mais de 15 anos, dentro das dependências da igreja como um projeto de banda com instrumentos de sopro para ajudar nas litúrgias dos cultos, tocando hinos do hinário e músicas do gênero gospel. Fomos ministrando aulas gratuitas na igreja e a orquestra foi crescendo e evoluindo, chegando em 2022 com a formação de cordas e outros instrumentos que estavam faltando”, explicou.

Atualmente, a orquestra conta com instrumentos de cordas (violiono e violoncelo), metais (tuba, trompete e trombone) e palhetas (saxofone e clarinete). Ainda conforme o maestro, um grupo de cerca de 12 crianças estão em cárater de iniciação musical, através do instrumento escaleta, onde também participam da orquestra, e em dois anos estão formados, podendo evoluir para o ensino de outro instrumento musical. “É uma orquestra bem mista, que tem desde crianças de 8 anos, adolescentes, jovens, até adultos com mais idade”, disse o maestro.

A escola de música dentro da igreja exige um período de 6 meses de aulas teóricas, aplicação de provas e exercícios, para depois exercer a prática instrumental. Além disso, também conta com a formatura dos novos músicos que passam a integrar a orquestra. “A orquestra tem essa função social-cultural. Além das participações nos cultos, a gente conseguiu formar ao longo desse período muitos músicos- militares que hoje estão tocando no exército, conseguimos formar maestros que se formaram em música, inclusive na faculdade. Então, além de ensinarmos um instrumento, acaba se tornando muitas vezes uma profissão”, ressaltou Silveira.

Davi da Silveira enfatizou ainda, a importância do incentivo musical para o desenvolvimento social e cultural da sociedade: “Cada vez mais, tem diminuido esses grupos que eram tão conhecidos em nosso município, pelas bandas de colégio e bandas de comunidade. As pessoas foram se desmotivando e a música instrumental acabou sendo vítima de uma sociedade que não tem mais interesse em tocar instrumentos. Então, a orquestra busca esses valores de estimular a música instrumental dentro de nossa cidade”.

Atualmente, a orquestra conta com cerca 50 componentes. As aulas de música são gratuitas e ocorrem três vezes na semana. O projeto é realizado nas dependências da Igreja Assembléia de Deus, mas necessita de apoio fincanceiro, já que os custos para manter as atividades são elevados. Quem quiser contribuir, a chave pix é o e-mail [email protected]

Maestro Davi da Silveira / Foto: Divulgação / Orquestra AD Venâncio Aires
Foto: Divulgação / Orquestra AD Venâncio Aires
Foto: Divulgação / Orquestra AD Venâncio Aires
Foto: Divulgação / Orquestra AD Venâncio Aires

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado