Últimas caixas do Aedes do Bem são ativadas em Venâncio Aires

Equipe realizou a fiscalização das caixas já instaladas

A equipe da Vigilância Sanitária realizou na tarde desta segunda-feira, 13, a ativação das últimas “Caixas do Bem”, no bairro Gressler. São 14 pontos diferentes, com três caixas em cada local de liberação, somando 42 caixas que consiste na reprodução de mosquitos machos autolimitantes, que não picam e não transmitem doenças, com o objetivo de diminuir a população de Aedes aegypti local por meio do cruzamento com as fêmeas, que são responsáveis pela transmissão da dengue.

Além disso, a equipe realizou a fiscalização das caixas já instaladas na primeira etapa. “Hoje foi ativada a terceira caixa de cada ponto. Daqui a 10 dias trocamos o refil da primeira caixa de cada ponto, 10 dias depois da segunda e assim por diante. É um trabalho realizado em etapas. Notamos no dia de hoje que as primeiras caixas contém a liberação dos mosquitos, e a segunda a existência de larvas”, comenta o coordenador da Vigilância Sanitária, Gabriel Alves.

A instalação da tecnologia “Aedes do Bem”, realizada em parceria com a empresa Bioseta Inteligência Ambiental, por meio da tecnologia Oxitec, consistem em “mosquitos machos do bem” iniciarem uma procura pelas fêmeas presentes no ambiente e, deste cruzamento, apenas novos machos autolimitantes nascerão, as fêmeas não sobrevivem até a fase adulta. O resultado é a diminuição na quantidade de mosquitos que transmitem doenças e, consequentemente, o controle populacional na região tratada.

Além da instalação das “Caixas do Bem”, a Prefeitura de Venâncio Aires realiza outras atividades para combater o mosquito da dengue, como aplicações de inseticidas e orientação à população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado