Mais de mil imóveis de Mato Leitão são fiscalizados no combate a dengue

A situação epidemiológica da dengue em Mato Leitão é considerada de alto risco, a partir do crescente número de casos positivos. A Secretaria Estadual da Saúde classifica a Cidade das Orquídeas como de município ‘infestado’.

No período entre dezembro do ano passado e maio são 68 casos positivos, sendo dois novos nas últimas semanas. No Vale do Rio Pardo, envolvendo 13 municípios (13ª Coordenadoria Regional de Saúde), o número de casos está neste momento em 1.331.

Em Mato Leitão, profissionais coordenados pelas agentes de Endemias Tatiana Raquel dos Santos Jacobi e Fiscal em Vigilância Sanitária, Juliana Luísa Koch, seguem com ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Desde o início de abril foram fiscalizados 1.069 imóveis no perímetro urbano, resultando na localização de 57 focos do mosquito.

O alerta quanto a proliferação do mosquito e transmissão da doença segue no município e novas fiscalizações estão programadas para os próximos dias. As fiscais destacam a necessidade do envolvimento e conscientização da comunidade para evitar novos focos do mosquito. A prevenção passa por medidas simples nos pátios das casas como tampar caixas d’água, manter lixos fechados, usar areia nos vasos de plantas, deixar garrafas e outros recipientes de cabeça para baixo, retirar água dos pneus.

PRINCIPAIS FOCOS

– vasos, bebedouros, entre outros: 24 casos
– pneus: 14
– lixo: 9
– depósitos naturais: 9

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado