Prefeituras e Ministério Público organizam plano de isolamento após contaminações de funcionários da Minuano

As mortes confirmadas nos últimos dias e o crescimento no número de contaminados pelo novo coronavírus acendem o sinal de alerta das cidades da região com relação à forma como a doença tem se disseminado. O número de trabalhadores da Minuano Alimentos infectados também chama a atenção. Para tentar diminuir o contágio, as Prefeituras de Venâncio Aires e de Lajeado e o Ministério Público organizam ações de isolamento.

O assunto é pauta de conversa dos chefes do Executivo desses dois município e dos promotores das duas cidades, que somam juntas 65 casos da doença e quatro mortes. O assunto foi referido na manhã desta segunda-feira, 27, pelo prefeito Giovane Wickert, em entrevista à reportagem da RVA. “Estava em contato telefônico com o prefeito Marcelo Caumo e os promotores Sério, de Lajeado, e Pedro Rui. Nós estamos investigando os casos que envolvem a Minuano para fazer o maior isolamento possível e ter o maior controle para evitar essa disseminação de uma forma mais avançada”, disse Giovane Wickert.

Conforme Wickert, estão sendo coletadas informações e as medidas devem ser divulgas nas próximas horas. “A situação é grave. É importante que a comunidade esteja consciente disso. Precisamos ter toda estrutura montada à disposição, mas evitar o máximo o contágio para que possamos atender quem precisa. Esses números estão sendo levantados agora de manhã e no início da tarde nós devemos ter os dados mais precisos. Algumas medidas devem ser tomadas de forma coletiva. As duas Prefeituras estão conversando”, disse.

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado