Avaliação e inspeção são realizadas em pontes do interior do município

A inspeção das pontes é essencial, pois permite obter os dados necessários para conhecer o estado funcional e a resistência de cada ponte e suas cabeceiras

As fortes chuvas deixaram vários estragos, principalmente no interior do município. Alagamentos, deslizamentos, e estragos em pontes foram registrados em diversas localidades. Por conta disso, equipes trabalham na reconstrução e organização dos pontos atingidos, e uma das etapas mais importante e a inspeção e avaliação das pontes e suas cabeceiras, que permitem o tráfego e acesso de moradores.

Portanto, técnicos da secretaria de Planejamento e Urbanismo trabalham na vistoria, com avaliações estruturais e medições. Em torno de 12 pontes, entre as localidades de Linha Sapé até a Região Serrana, devem receber a inspeção. A intenção é identificar o estágio de cada ponte, eventuais falhas, desgastes, comprometimento dos pilares, e a necessidade de construção de nova ponte e restabelecimento das cabeceiras.

“Em uma primeira análise, foi observada a erosão do aterro das cabeceiras, devido ao desvio do fluxo hídrico em função do grande acúmulo de material vegetal junto a ponte, como é o caso em Linha Andreas e em Linha Antão”, destacou o responsável pelo laudo técnico, o Engenheiro Civil, Adilson Stertz.

Em alguns pontos já foram realizadas as avaliações, e está em andamento a emissão de um relatório com os laudos técnicos e peças gráficas, com especificações e grau de deterioração de cada uma delas e se há a necessidade de estudos complementares. Após o laudo estar concluído, a Administração Municipal terá condições de encaminhar os procedimentos e medidas necessárias na busca por recursos para a reconstrução das pontes e cabeceiras.

Ainda de acordo com Stertz, por questões de segurança foi realizada uma análise para saber qual a resistência de algumas pontes, e a instalação de placas informativas. “Pontes que estão com o trânsito parcialmente liberado, receberam placas de sinalização informando o limite de peso, tendo em vista que estão com limite abaixo do que seria a capacidade de carga em condições normais. Essas condições são provisórias e serão restabelecidas assim que todos os reparos fundamentais sejam realizados. Importante destacar que estes limites de peso também foram resultados de vistorias que realizamos, e que é fundamental que sejam respeitados pelos motoristas. Mas, só após a conclusão e decisão final que será possível determinar de fato a liberação total do tráfego, o tipo de veículo que poderá passar na ponte, bem como a velocidade e a carga suportada”, explicou Adilson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

The reCAPTCHA verification period has expired. Please reload the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado