Programação vai marcar mês de Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Pessoa Idosa

Apesar do envelhecimento vegetativo da população brasileira e do número crescente de idosos em atividade, o preconceito e a violência contra a pessoa idosa ainda é um problema grave no País. A constatação vem do Governo Federal ao divulgar aumento no número de denúncias de violência contra os idosos. Se em 2019 elas representavam 30% do total de denúncias de violações de direitos humanos recebidas pelo canal telefônico Disque 100, no fim do ano passado, com o isolamento social imposto pela pandemia de covid-19, o número aumentou para 53%. Em Venâncio Aires também é observado crescimento de casos junto ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Em todo 2021 foram 49 registros de pessoas idosas vítimas de violência intrafamiliar e 54 casos de negligência ou abandono. Só nos primeiros quatro meses deste ano, já são 28 registros.

No mês que marca a Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Pessoa Idosa, o Governo da Capital do Chimarrão, através do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, Gabinete da Primeira-Dama, Gabinete da Vice-Prefeita e Secretaria de Desenvolvimento Social desenvolvem uma série de programações para alertar a comunidade e os próprios idosos para o assunto. De acordo com a presidente do Conselho da Pessoa Idosa, Camila Capelão, mais da metade das denúncias de violência contra os idosos apontam que os episódios acontecem no ambiente doméstico; grande parte por filhos ou netos. “Por isso a importância de valorizar o processo de envelhecimento e informar a todos sobre as formas de violência e como interromper esses ciclos”, destaca.

A Administração Municipal está desenvolvendo folder informativo sobre o assunto e trabalhará junto aos grupos de idosos e na mídia o tema da violência. As denúncias de violência contra a pessoa idosa podem ser feitas pelo Disque 100 (Disque Direitos Humanos). Em Venâncio Aires também é possível ligar para a Brigada Militar (190) e Centro de Referência da Assistência Social (CREAS) (51) 2183-0665.

Confira abaixo os tipos de violência e a programação já definida para o mês denominado de Junho Violeta.

• Violência psicológica: gritar, xingar, discriminar, menosprezar, agir com preconceito ou humilhar levam a pessoa idosa à tristeza e consequentemente à depressão.

• Abandono: todos nós temos histórias de vida próprias e trajetórias singulares que criam nossa identidade. Com os idosos não é diferente. Mas, muitas vezes, eles são privados do convívio com a família. Seja pelo descaso proposital, seja por ser forçado a ir para uma instituição ou casa de repouso.

• Abuso econômico: administrar as finanças na velhice pode ser uma dificuldade, sobretudo dentro de casa. Mais da metade dos crimes de abuso econômico de idosos envolve os parentes mais próximos, que se apropriam dos recursos e bens por meio de intimidação ou mesmo sem consentimento.

PROGRAMAÇÃO IDOSOS JUNHO VIOLETA

09/06 – Vila Deodoro – Programação com Clube de Mães Emater
11/06 – Participação no Programa Tua vida Melhor
14/06 – Reunião com Grupos da Melhor Idade para distribuição dos folders. Presença da equipe do CREAS Juliani Klamt + Secretária do Desenvolvimento Social Claidir Kerkhoff Trindade para falar sobre abandono de idoso
15/06 – Rádio RVA, com João Paulo Heck, às 8h – Promotor Dr. Fernando Buttini e Fernanda Bauermann (PROCON) falarão sobre o tema Violência Financeira.
15/06 – Roda de Bate-Papo do SESC – Câmara de Vereadores às 14h

• Delegado Vinicius Lourenço de Assunção
• Representantes da equipe CRAS Battisti;
• Secretária do Desenvolvimento Social Claidir Kerkhoff Trindade;
• Secretário do Desenvolvimento Rural Gilberto Santos – autor da Lei Municipal nº 6.598 de 16/06/2020 que institui o “Junho Violeta”.

21/06 – Linha Marmeleiro – GABINETE DA PRIMEIRA DAMA
22/06 – Linha Cipó – GABINETE DA PRIMEIRA DAMA
23/06 – Linha Ponte Queimada – EMATER (Clube de Mães)
– Secretária do Desenvolvimento Social Claidir Kerkhoff Trindade (Trabalho do Conselho do Idoso + Abandono de Idosos);
– Secretário do Desenvolvimento Rural Gilberto Santos (autor da Lei Municipal nº 6.598 de 16/06/2020 que institui o “Junho Violeta”);
– Primeira Dama – Grupos da Melhor Idade.
28/06 – Casas Geriátricas (Lar novo horizonte e Bem Estar) + SESC

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado