Audiência pública deve tratar da situação dos pescadores no Rio Jacuí

Reunida na manhã desta quinta-feira (17), a Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Cooperativismo da Assembleia Legislativa aprovou requerimento de audiência pública para tratar da situação econômica dos pescadores impedidos de exercer sua atividade com a invasão das palometas (Piranha Vermelha) no Rio Jacuí. A audiência é de iniciativa do presidente da Comissão, deputado Adolfo Brito (PP), mas ainda não tem data confirmada.

Exóticas à Bacia do Rio Jacuí, as carnívoras Palometas se desenvolveram em grande escala ao longo do rio. Seus cardumes causam perdas substanciais à atividade pesqueira e turística.

Conforme Brito, em vários municípios situados à margem do Rio Jacuí, dezenas de pescadores perderam a atividade com que sustentavam suas famílias. “Precisamos encontrar um caminho para ajudar estes pescadores. Quem sabe através do Ministério da Agricultura ou com recursos especiais do Governo do Estado”, afirmou.
Já o deputado Beto Fantinel (MDB) afirmou que é preciso ação rápida do Estado no sentido do reequilíbrio da fauna do Rio Jacuí e na assistência aos pescadores do interior.

Concordando com a importância do tema, o deputado Zé Nunes (PT), destacou que se hoje o problema está restrito à região central do Estado é, ao mesmo tempo, uma ameaça objetiva a todo manancial lagunar e a atividade dos pescadores artesanais destas regiões. “Precisamos estudar fórmulas preventivas para que as Palometas não avancem para outras bacias”, indicou.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado