Vale do Rio Pardo não terá restrições no comércio, setor de serviços e indústrias


De forma unânime, os prefeitos presentes na assembleia virtual da Amvarp na manhã deste sábado, 28, concordaram em não retomar restrições econômicas na região.

Os municípios devem aumentar a fiscalização para coibir aglomerações e farão novas ações para conscientizar a população dos cuidados necessários para conter o forte avanço da Covid-19. No mapa preliminar de distanciamento controlado divulgado ontem, pela primeira vez todo o Estado aparece na bandeira vermelha.

“É consenso de que o comércio, a indústria, o setor de serviços e produtivo, as escolas, não são os culpados pelo aumento de casos. Eles têm respeitado as regras, o uso da máscara, do álcool em gel, distanciamento. Os municípios têm observado a volta com força total das aglomerações, principalmente à noite. É isso que temos de atacar neste momento, com mais rigor e fiscalização, além de conscientizar a população para manter a prevenção”, afirmou o prefeito de Candelária e presidente da Amvarp, Paulo Butzge.

Na próxima segunda-feira, Paulo participará de uma videoconferência com o governador Eduardo Leite e representantes das demais associações de municípios do Estado.

Confira a opinião de outros prefeitos e participantes da assembleia:

“Não iremos interferir nas atividades econômicas. O foco serão as festas, as aglomerações. Em Pantano Grande, vou intensificar a fiscalização, colocando as equipes para exigir o uso da máscara e o cumprimento do distanciamento”.
Cássio Nunes Soares – prefeito de Pantano Grande e presidente do Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo

“Enquanto gestores, devemos trabalhar muito forte a fiscalização e a disciplina. Não é momento para penalizar o comércio, a indústria, o setor produtivo, já tão prejudicados com a pandemia”.
Giovane Wickert – prefeito de Venâncio Aires

“Precisamos conscientizar as pessoas. De maneira alguma afetar o comércio. O momento é crítico, cada um deve pensar em si e também proteger o próximo”.
Sandra Backes – prefeita de Sinimbu

“Não está no nosso horizonte restringir o horário do comércio, as atividades econômicas, as escolas. Vamos trabalhar a conscientização da população e intensificar a fiscalização”.
Giovani Alles – secretário de Saúde de Santa Cruz do Sul

“Não vamos jamais penalizar a economia, nosso comércio. Vamos intensificar a fiscalização e a conscientização da população. Com fiscais percorrendo as ruas e cuidando o uso da máscara, o distanciamento”.
Rosane Rocha – prefeita de Rio Pardo

“O comércio não é o responsável pela transmissão do vírus. Eles exigem o uso da máscara, o álcool em gel está na porta, estão fazendo a parte deles. A sociedade que não está se cuidando, vemos muitas festas nas redes sociais”.
Mariluci Reis – Coordenadora da 13a CRS

“Houve um aumento no número de casos, mas não de óbitos. A razão é uma soma de fatores, como a maior testagem da população. Nesta manhã, a ocupação dos leitos de UTI era de 78%, mas só 19% são de confirmados ou suspeitos por Covid-19. Nenhuma criança internada, o que mostra que o retorno das aulas não teve impacto”.
Marcelo Carneiro – médico infectologista e assessor técnico da Amvarp

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brigada Militar prende foragido no Bairro Gressler

O caso aconteceu por volta das 20h, na rua Armando Ruschel

Câmara de Vereadores é ponto de coleta de materiais escolares

Presidente Tiago Quintana pediu aos vereadores, assessores e servidores para que que ajudem na divulgação e também com doações

Hostel se reinventa durante a pandemia e aposta em ambiente de negócios na região

Para driblar as dificuldades, o Cazco aproveitou a estrutura dos quartos para receber empresas

Secretaria de Educação projeta retorno do ensino fundamental para primeiro de março

A previsão foi apresentada pelo secretário Emerson Eloi Henrique durante participação na sessão desta semana da Câmara de Vereadores
error: Recurso desabilitado