STF confirma que jornada e salário de servidor não podem ser cortados

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (24) considerar inconstitucional a possibilidade da redução da jornada de trabalho e do salário de servidores públicos. A medida estava prevista na redação original da Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), mas está suspensa há 16 anos por uma decisão liminar da Corte.

Após ser interrompido em agosto do ano passado, o julgamento definitivo da questão foi finalizado nesta tarde. Por 6 votos a 5, o STF confirmou a ilegalidade da possibilidade da redução. 

Antes da pandemia da covid-19, a redução da jornada e dos salários de forma proporcional era cogitada por alguns governadores e prefeitos para resolver temporariamente a crise fiscal dos estados e municípios. 

De acordo com a LRF, estados e municípios não podem ter mais de 60% das receitas com despesa de pessoal. Se o percentual for ultrapassado, fato que está ocorrendo em alguns estados, medidas de redução devem ser tomadas, como redução ou extinção de cargos e funções comissionadas.

O Artigo 23 também previu que é facultativa a redução temporária da jornada de trabalho com adequação dos vencimentos à nova carga horária. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ÁUDIO: Polícia Civil representa pela prisão de suspeito de abusar e molestar cinco crianças em Venâncio Aires

Meninas, entre 6 e 11 anos, eram molestadas pelo suspeito há pelo menos seis meses, segundo investigação inicial

Projeto Venâncio a Pé realiza 2ª edição de caminhada pelo interior do município neste fim de semana

Um grupo de amigas está organizando uma caminhada de 25 quilômetros pelo interior de Venâncio Aires. O evento ocorre neste domingo, 4,...

Receita paga hoje restituições do quinto lote do Imposto de Renda

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita Federal na internet

Trechos pavimentados recebem sinalização em Mato Leitão

Foram pintados também os redutores de velocidade instalados recentemente pelo Acesso 20 de Março, Avenida Alfredo Pilz e rua Cônego Pedro Henrique Vier
error: Recurso desabilitado