Entidades emitem nota sobre possível desmonte no setor produtivo do tabaco

Entidades que representam o setor tabacaleiro demostram preocupação com a atual situação de agricultores que cultivam fumo e o cenário atual que envolve a cadeia produtiva. Nesta semana, foi divulgada uma nota, que alerta para a possibilidade desmonte no setor produtivo do tabaco. O documento é assinado por federações dos três estados do SUL (Fetag, Fetaesc, Fetaep e Farsul) e pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

Na nota, é ressaltado que, além das perdas na produção devido à estiagem, ainda há uma falta de sensibilidade por parte das empresas com grande rigor na classificação, rebaixando classes e diminuindo a rentabilidade do produtor. Além disso, o documento denuncia que algumas empresas estariam se recusando a renovar os contratos com os produtores, desligando produtores sem o devido aviso prévio, descumprindo o que está previsto na Lei da Integração e fazendo com que os mesmos fiquem impossibilitados de continuar plantando tabaco.

As entidades dizem que empresas estão desmontando o setor fumageiro, que era organizado e que servia de exemplo para outras cadeias. Com isso, cobram que as indústrias revejam conceitos sobre integração e parceria, e voltem a valorizar os produtores.

Confira a nota na íntegra:

- Advertisement -
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Recurso desabilitado